BROKEBACK MOUNTAIN    
                   
 
Semana passada precisei viajar mais alguns dias, agora para resolver negócios de família em Santos, SP. Durante os poucos dias em que permanecí naquela cidade, aproveitei para passear um pouco em shopping centers (faz parte do meu negócio - dar uma espiadinha básica nas lojas de presentes e objetos de decoração) e, principalmente para "pegar um cineminha" e ver o famoso e comentadíssimo "Segredo de Brokeback Mountain".
 
Todos sabem que a história gira em torno de uma verdadeira história de amor iniciada entre dois caubóis nos anos sessenta, tendo, portanto, todos os ingredientes para transformar-se em um filme cult ou alimentar apenas o circuito alternativo. Mas, tendo como diretor o competentíssimo taiwanês Ang Lee, autor de filmes como "O Tigre e o Dragão", "Razão e Sensibilidade" e "Hulk", acabou emplacando oito indicações ao Oscar e tornando-se mais um grande sucesso comercial e de crítica.
 
A sensibilidade oriental do diretor enfoca o verde exuberante das montanhas onde, em 1963 os dois caubóis acabam trabalhando juntos e sòzinhos como pastores de ovelhas, criando a oportunidade para o florescimento de uma grande paixão entre eles. São apresentados aos expectadores, primeiro o cenário composto pelas belíssimas montanhas que dão nome à trama, o tempo intercalado pelo sol, ovelhas, cavalos e também tempestades e nevascas, fazendo com que os personagens pareçam apenas parte da natureza. O desejo sexual de Jack Twist por seu companheiro é mostrado ambiguamente, em meio a toda a solidão em que ambos se encontram, tornando-se, pouco a pouco, íntimos e, principalmente amigos. Por outro lado, fica aberta a brecha que mostra que este personagem já tem alguma experiência anterior, diferente de Ennis Del Mar, que resiste às insinuações e ao encantamento que, lentamente vai se instalando entre eles. Com a convivência e o primeiro contato entre eles, começa a florescer o amor, que acabará marcando e influenciando o resto de suas vidas.
 
É dessa forma sutil e sensível que o diretor, que já fez "O Banquete de Casamento e "Tempestade de Gelo", vai quebrando preconceitos e criando sucessos. Neste filme, após seguirem seus próprios rumos, casando-se e sentindo na pele as restrições sociais, os coubóis acabam dissociando-se das cenas em espaços abertos, encontrando-se em lugares mais fechados, tornando quase claustrofóbicas as impossibilidades do amor que os une. Mesmo quando conseguem reunir-se novamente em Brokeback Mountain, ambos estão tão envolvidos com suas vidas e problemas que o amor entre ambos parece ser absolutamente impossível.
 
O filme deve sua aceitação socialmente, principalmente pela "história de amor", cujo tom lírico ajuda a disfarçar o lado trágico e hipócrita do conflito. Outro dado é a época em que se passa a história (anos 60 a 80), ou seja, um passado onde não se usava camisinha e os homofóbicos mais radicais matavam gays decepando seus pênis ou esmagando seus testículos. Mulheres casadas preferiam fechar os olhos para maridos "enrustidos" e garotos enfrentavam enormes problemas por se masturbarem pensando nos amiguinhos. Assim, fica difícil imaginar como será o mundo, principalmente o universo gay após o estrondoso sucesso deste filme, que abre a visibilidade da questão gay, desafiando o público a questionar seus preconceitos e suas convicções.

De qualquer forma, é um filme imperdível. 
 


 Zeca07 - 21h18
[   ]




 

UMA PAIXÃO ALUCINANTE
 
Fran deu mais uma esfregada em seus cabelos curtos antes de jogar, sobre a cama, a toalha molhada. O banho fora relaxante e algumas gotas ainda brilhavam em suas costas, traçando caminhos em direção às suas nádegas firmes e redondas. Admirou sua imagem no espelho do armário, antes de abrí-lo à procura de algo para cobrir sua nudez.
De repente, sentiu-se sugar pela escuridão e, entre roupas e cabides, sentiu duas potentes mãos imobilizando seu corpo e transformando-se em braços fortes comprimindo suas costas contra um peito másculo que terminava em possante membro que vibrava entre suas pernas.
Uma língua ardente penetrava e umedecia suas orelhas, enquanto uma respiração ofegante eriçava seus pelos, arrepiava sua pele e extraía de suas profundezas , desejos inomináveis. Sabia que aquele corpo de sombras desejava e amava o seu.
Sua vontade era entregar-se sem luta e deixar-se amar totalmente, sem perguntas, sem respostas.
Sentia o membro viril à espera de sua rendição. Sabia que seus desejos, seus sonhos, seu íntimo seriam desvendados e desnudados. Sentia que aquela entrega abriria novos caminhos e daria novos rumos à sua vida. Sabia que nunca havia sentido e que jamais sentiria tanto desejo, tanto amor, tanto tesão.
Pouco a pouco foi relaxando as coxas e permitindo que sua alma recebesse aquela visita inusitada. Sentindo suas entranhas em fogo, permitia com prazer aquela invasão, aquela comunhão.
A respiração chegada do infinito juntava-se à sua, ofegante, profunda. Gotas de suor se misturavam, aumentando e unificando o encontro dos corpos que se esfregavam, se procuravam e se repeliam para, no segundo seguinte, se unirem ainda mais. A penetração era profunda, lenta, ritimada. Às roupas e cabides do armário se misturavam os gemidos abafados de Fran, que se contorcia de prazer e se abria, mais e mais, querendo que aquele momento não tivesse fim.
Sentiu que o corpo envolvente e possessivo intensificava seus movimentos,  querendo penetrar inteiro e desfazer-se em gozo que permaneceria para sempre em seu coração. Com a intensificação dos movimentos, Fran abriu-se totalmente, permitindo que jorrassem de seu interior todos os orgasmos que jamais tivera, enquanto sentia aquela onda fervente, violenta e terna espalhando-se dentro do seu corpo. Quando as respirações se apaziguaram, Fran fechou os olhos e, entre braços, pernas, roupas e cabides, deixou-se embalar pelo corpo de sombras até cair dentro de um sono profundo repleto de paz.
Quando reabriu os olhos estava em sua cama, o corpo ainda nú, enrolado na toalha úmida. E sobre os lençóis, e em sua alma, as marcas de uma paixão alucinante.


 Zeca07 - 20h34
[   ]




 
Olá, meus amigos!
 
Em Sumpaulo, graçasaDeus, fui muito feliz nos exames cardiológicos. Meu coração está bem, não tenho maiores problemas, nem mesmo colesterol ou triglicérides. Em compensação, a tal da tendinite continua a me incomodar. Fui infeliz com o ortopedista escolhido, com quem acabei me desentendendo e não tive confiança suficiente pra seguir o tratamento recomendado. Sem ao menos uma radiografia, como ele pode dizer se é isto ou aquilo?!?!?!  Vou ver quando posso retornar agora pra outra consulta... até lá, vou suportando a dor.
 
No mais, tudo como dantes no quartel de Abrantes. Aquí não temos nem turista e nem ao menos DUrista... e dizem que estamos em plena temporada! Os raros turistas não têm grana e não compram nada. Alguns comerciantes formaram até uma comissão que foi falar com o prefeito, exigindo a saída imediata do Secretário do Turismo. Vamos ver se dá algum resultado...
 
Nos próximos dias ainda viajarei novamente com meu irmão, prá rápidas soluções de negócios familiares, mas em dois ou três dias estarei de volta. E até início de março, não pretendo viajar novamente. Só aí voltarei a pensar nesta tendinite que tanto tem me incomodado. Por enquanto vou fazendo aplicações de acupuntura mesmo.
 
Beijos (a quem os aceitar) e abraços e carinho a todos.


 Zeca07 - 21h00
[   ]




 

 
Amigos,
 
Estou saindo novamente, por alguns dias, para cuidar da saúde. Espero desta vez terminar o bendito check up cardíaco. Vou também tentar cuidar de uma tendinite que tem me incomodado demais. Espero voltar logo e melhor.
 
Deixo aquí o meu abraço e carinho.
 
Até a volta, na próxima semana.
 
Zécarlos.


 Zeca07 - 20h02
[   ]




TEMPESTADE

A tarde se dilui, cinzenta, fria,
embalada pelo som
de um vento constante e forte.
Coração tristonho,
protegido pelos vidros da janela,
sente as agulhadas
da saudade insatisfeita.
Olhos, ausentes,
revelam a alma pequena,
apertada num peito prestes a explodir
de dor, de desamor.
 
Lá fora, lágrimas de chuva
Ameaçam umedecer calçadas,
enquanto o vento dá sequência
àquela amarga sinfonia.
Aos poucos, calçadas se transformam
em rios que transbordam
dores do coração expectador.
 
Olhos secos, lábios apertados,
mãos inquietas, desassossegadas,
procurando um ponto ao longe,
uma referência no tempo.
Velhas lembranças descompassam 
o coração dolorido, sofrido, desgastado.
 
O lamento do vento bate portas,
escancarando janelas,
tumultuado pelos uivos dos cães vadios.
 
No ar, dança frenética de folhas secas
e redemoinhos revirando poeiras.
 


 Zeca07 - 18h19
[   ]





  "
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Livros, Cinema e vídeo, Pintura
Outro -
Histórico:
  01/04/2007 a 30/04/2007
  01/03/2007 a 31/03/2007
  01/02/2007 a 28/02/2007
  01/01/2007 a 31/01/2007
  01/12/2006 a 31/12/2006
  01/11/2006 a 30/11/2006
  01/10/2006 a 31/10/2006
  01/09/2006 a 30/09/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006
  01/07/2006 a 31/07/2006
  01/06/2006 a 30/06/2006
  01/05/2006 a 31/05/2006
  01/04/2006 a 30/04/2006
  01/03/2006 a 31/03/2006
  01/02/2006 a 28/02/2006
  01/01/2006 a 31/01/2006
  01/12/2005 a 31/12/2005
  01/11/2005 a 30/11/2005
  01/10/2005 a 31/10/2005
  01/09/2005 a 30/09/2005
  01/08/2005 a 31/08/2005
  01/05/2005 a 31/05/2005
  01/03/2005 a 31/03/2005
  01/02/2005 a 28/02/2005
  01/01/2005 a 31/01/2005
  01/12/2004 a 31/12/2004
  01/11/2004 a 30/11/2004
  01/10/2004 a 31/10/2004
  01/09/2004 a 30/09/2004
  01/08/2004 a 31/08/2004
  01/07/2004 a 31/07/2004
  01/06/2004 a 30/06/2004
  01/05/2004 a 31/05/2004


Blogs que leio:
  ÁGUIA SERENA
  ANA
  ANDRESA
  ALF
  BEAGAY
  BRUNA
  CECI
  CLARICE
  CLAUDINHA
  CIGANINHO
  CHERRY
  CRYSTAL
  DE (AGILIZA)
  DO
  DORA
  DRIKA
  ELAYNE
  ELZA
  GIULIA
  GRACE
  HEBE
  INDIANIRA
  JANE I
  JANE II
  JEANETE RUARO
  JÉSSICA
  JÉSSICA II
  JOTA EFFE ESSE
  JU = MEDO DE AVIÃO
  JU = NAVEGANDO
  JULIO CESAR
  KARINE
  KATHY
  KEILA, A LOBA
  KERY
  LANA
  LIANNARA
  LINO RESENDE
  LOBABH
  LOBA/PALIMPNÓIA
  LUCIA MI
  LUZES DA CIDADE
  MAGUI
  MANOEL DONINI
  MÁRCIA(CLARINHA)
  MÁRCIA DO VALLE
  MARCO
  MARILIA
  MARY
  MASCARADOS
  MENSAGENS ESPIRITUAIS
  MESTRA DOS SONHOS
  MEU CARO VINHO
  MC MIGUEL
  MILY
  NANI
  NEY ALEXANDRE
  NORMANDO
  O APANHADOR DE SONHOS
  PLUTO FILHO DA PLUTA
  RAFAEL
  RAINHA DE COPAS
  ROSA
  ROSEMARI (I)
  ROSEMARI (II)
  RUBO JÜNGER
  SANDRA / AMERS
  SANKA
  SARAMAR (I)
  SARAMAR (II)
  SARAMAR (III)
  SERGIO
  SETH
  SIDPIM
  SIMPATIAEESCULACHO
  SONIA
  TANER
  TOM
  VOANDO PELO CÉU DA BOCA


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com




O que é isto?