F E L I Z    A N O    N O V O ! ! !

Amigos, estou passando rápidamente por aquí, pois estarei temporariamente sem computador e sem telefone, já que estou mudando de apartamento e a Telemar ainda não providenciou a transferência do meu telefone. Logo, estarei impossibilitado de visitá-los até que esta situação se resolva. Também não poderei fazer ou receber telefonemas nesse período. Coisas de Brasil! Coisas de Telemar! Só me resta a paciência...

Estou mudando para um apartamento no mesmo prédio, só que melhor que o anterior, com uma paisagem deslumbrante e muito mais conforto. Como meus pais deverão permanecer aquí comigo, achei por bem trocar o anterior, excelente para um solteirão, mas pouco confortável para três adultos, principalmente dois idosos e com problemas de saúde. Surgiu a oportunidade e como não sou de pensar duas vezes (ah, esses arianos!), fechei negócio! Já nos mudamos. Como tudo em minha vida, foi "pá-pum!". Surgiu a oportunidade, fui à luta, realizei e providenciei. Em aproximadamente dez dias estava tudo feito. Agora é só terminar de pendurar os quadros e aguardar a Dona Telemar...

No mais, quero deixar a todos os meus votos de que o novo ano traga muita saúde, paz, tranquilidade, realizações, sucesso, prosperidade, alegrias e amor.

Beijos para quem os quiser e abraços para todos,

 



 Zeca07 - 09h52
[   ]




 

Amizade - bem precioso, jóia rara, sentimento sagrado.

Qual é um dos valores mais preciosos, um dos grandes bens, praticamente insubstituíveis, que temos em nossas vidas? A amizade, claro! Ela é vital, reconfortante, recuperadora de nossas dores e eliminadora de nossas sequelas afetivas, emocionais, espirituais. Eu não consigo viver sem amigos. 

Não preciso de amigos grudados o tempo todo, embora seja extremamente gostoso podermos dar e sentir o calorzinho de um abraço, sentir o toc toc de um coração, a melodia de uma voz. Mas preciso realmente dos sentimentos, que circulam livremente pelo universo, não importando ONDE estejam as pessoas. O importante é a energia que um amigo passa para o outro. 

Porisso eu creio e valorizo as amizades virtuais. Construídas através de toques em um teclado, mensagens lidas na telinha do computador. Sei que é perfeitamente possível dedicarmos carinho, atenção, e até mesmo sentirmos saudades das palavras deixadas por algum amigo virtual. Assim como sentimos falta da presença física daqueles amigos conquistados aquí fora, no mundo real. 

Aliás, falar em mundo real e virtual, pode até mesmo gerar enormes discussões. Pois, o que é mesmo real? Ou o que pode ou não ser virtual? Você, que está aí do outro lado, lendo estas palavras, sentindo ou não sentimentos de amizade por mim, é tão real quanto eu, quanto meu irmão, meus amigos que vejo, abraço, toco. E de alguma forma, conseguimos nos tocar. Mesmo que via coração! Você pode ou não curtir o que escrevo. Daí, a nos curtirmos, é apenas um pequeno passo, ou clique.

A amizade é sagrada! O amigo é atento, generoso, carinhoso. Nos supre e nos permite ofertar-lhe os mesmos sentimentos, as mesmas atenções, sem necessariamente esperar algo em troca. Simplesmente pelo gostar. Gratuitamente. O amigo usa parte do seu tempo apenas para nós. E se alegra com nossas alegrias, se ressente com nossas dores; se prepara para nos oferecer a ajuda possível. Ou até mesmo impossível. Mas está sempre pronto para nós.

Nestes poucos meses que frequento esta blogosfera, tive a felicidade de fazer algumas amizades muito especiais. Pessoas que vieram para marcar a minha vida. Pessoas que me ensinaram muito e que tiveram enorme importância em todos os meus momentos. Algumas estrelas cadentes, vieram, brilharam e passaram. Talvez voltem algum dia, talvez não. Mas deixaram seus rastros, sua luz. Outras, ainda estão chegando; e as poucas palavras trocadas prometem um futuro construtivo. Mas existem aquelas que vieram, brilharam e seguem comigo, iluminando meus caminhos, alargando meus sorrisos, acendendo meus olhares.

E é para todas essas pessoas, tanto as estrelas cadentes, quanto as super-novas e, especialmente, às estrelas permanentes, que dedico estas palavras. Até mesmo àquelas que acham que escrevo uma porção de bobagens e não se interessam em tentar descobrir alguma coisinha boa que possa ter guardada dentro de mim. A todos os que já me visitaram, aos que ainda me visitarão e àqueles que persistem e seguem em suas deliciosas visitas de sempre. E também àqueles que contribuem para o meu crescimento com seus textos, mesmo aos que visito esporádicamente ou apenas uma vez e acabo não voltando. 

E aproveito a data, amada por uns, criticada por outros, mas nunca indiferente a ninguém, para elevar meu coração no mais sincero desejo de que a paz seja algo cada vez mais próximo de nossas vidas; que o amor pela natureza passe a guiar nossas ações; que o verdadeiro amor cresça cada vez mais dentro de nós, nos aproximando e mostrando nossos pontos de convergência, nossas compatibilidades. Desejo que nossos sonhos possam ser realizados e que tenhamos cada vez mais força e persistência para transformar o menor desejo em uma prazerosa realidade. Para todos, que seus caminhos sejam pavimentados com saúde, harmonia, paz, tranquilidade, realizações e, especialmente, com grandes amizades. 

Eu amo a todos vocês, meus queridos amigos! Boas Festas para todos!  



 Zeca07 - 07h11
[   ]





A HISTÓRIA DE AXEL VII


E Axel não escreveu, não tinha como telefonar e nem como enviar um recado! E na primeira semana não foi, na segunda também, acabou não podendo ir na terceira até que, quando chegou à casa da amada, com aquele sorriso cândido, pronto para contar tudo o que havia acontecido, levou um tremendo fora! Daqueles de bater a porta na cara e não querer nem conversar. O irmão dela, foi até o portão e aconselhou-o a ir para o hotel, dormir e voltar no dia seguinte, quando ela estivesse mais calma. Ele também não sabia o que havia acontecido, mas pelo que conhecia da irmã, era o melhor a fazer. Axel, que não é nenhum santo, também tem um gênio forte e disse:
- Então, você pode avisar à sua irmã o seguinte: eu vou estar no hotel, esperando pelo menos um recado, até as dez horas da noite. Se até essa hora ela não me procurar, eu tomo o ônibus para São Paulo e ela nunca mais terá notícias minhas!
E assim fez!

Chegou em casa alta madrugada, dando um susto em sua mãe, que estava dormindo tranquilamente, sabendo que o filho estava longe dalí com a namorada. Nessas alturas, seus pais já haviam se separado e, com a morte da avó materna, Axel foi morar com a mãe e seu irmão ficou com seu pai.

Mãe e filho choraram praticamente a noite toda. A mãe dele também gostava muito da garota e tinha o maior prazer naquele casamento anunciado. E com isso, Axel passou um ano de cão, chorando muito a perda do seu grande amor e nenhum dos dois deu o braço a torcer. Nenhum dos dois baixou a guarda. Só alguns anos mais tarde, num encontro casual com o antigo ex-cunhado, ele soube de uma amiga da Regina, que não gostava dele, havia armado uma enorme intriga, usando a Arlete como arma. Ela havia ido a um baile no Clube Pinheiros em São Paulo, justamente no primeiro sábado que Axel havia faltado. E disse para a Regina ter visto Axel acompanhado com uma loira linda, de olhos verdes, muito agarradinhos e trocando beijos a noite toda. E a Regina, ligou a suposta loira à Arlete, ex de Axel e o drama estava formado! Para infelicidade de todos os envolvidos. Ela ficou sem o Axel, seu grande amor. Também ficou com raiva da amiga que lhe trouxe tanta tristeza e acabaram não se falando mais. Toda a família dela ficou ressentida com Axel, pois nessas horas é sempre o outro o culpado pelo sofrimentos dos nossos. Arlete nunca mais teve o Axel de volta. Ele já não gostava mais dela há muito tempo. Ele ficou sem seu grande amor e sua mãe, sem a nora de quem tanto gostava.

Axel trabalhava mecânicamente, estudava por obrigação e dormia pouquíssimo, pois sonhava constantemente com sua ex namorada e acordava ansioso não conseguindo dormir mais. Comia pouco e emagreceu bastante. Afastou-se da maioria dos amigos e quando não estava no trabalho ou estudando, estava em casa, lendo romances. A leitura sempre foi sua grande paixão, desde menino. E agora era praticamente sua única companheira. Foi nessa época que leu praticamente todos os clássicos, tomou conhecimento dos grandes autores latino-americanos, conheceu as grandes obras.

E da Regina, não soube mais!

Um dia, dois colegas de trabalho convidaram-no para sair na sexta feira à noite. Ele ficou de pensar, mas na verdade não queria sair com ninguém. Sua mãe, cansada de vê-lo mofando em casa, ainda tão novo, aconselhou-o a ir e, mais por inércia que por vontade, ele acabou indo encontrar-se com seus amigos no lugar e na hora combinados.

Era a Galeria Metrópole, famosa na época, por concentrar bares gays e por ser um ponto de encontro e também de pegação, com travestís e michês entre os frequentadores. Axel desconhecia tudo isso...



 Zeca07 - 20h02
[   ]


RETORNANDO



Retornei esta tarde à minha casa. Como faz falta o nosso canto! Por melhor acomodados que estejamos, por mais à vontade que nos sintamos, nada como nosso "ninho", aquele onde somos soberanos, onde todas as coisas têm o nosso toque, a nossa cara.

Estava no apartamento dos meus pais, que, na verdade, me pertence. É um ótimo apartamento, onde tenho meu quarto e até algumas coisas, como roupas, objetos e livros. Mas eles moram lá! O que vale são seus hábitos; as coisas estão colocadas conforme suas vontades, seus jeitos. Por mais que me sinta à vontade, não é aquele o meu canto, o meu "ninho".

O apartamento onde moro é pequeno. Possui os confortos básicos para uma pessoa que vive só. Mas está bem mobiliado, decorado com quadros e objetos escolhidos por mim. Os copos, talheres e outros objetos estão guardados em lugares escolhidos por mim. Minhas gavetas estão arrumadas conforme minhas necessidades e meu gosto pessoal. Na geladeira tenho o que gosto e o que quero. Às vezes, até faltam coisas, pois optei por não ir ao supermercado e pronto. É assim.

Durante essa semana que passei fora, acessei a net em um cyber café, já que eles não possuem computador. Andei lendo os blogs amigos e me deliciando com alguns e-mails recebidos. Super carinhosos! Quero agradecer a essas pessoas "quase anônimas", cujos rostos nunca ví, mas que mostram tanta atenção, tanto carinho. É tão gostoso receber um e-mail de um(a) amigo(a) virtual quanto receber uma carta pelo correio. Ao amigo virtual só resta enviar um e-mail, já que geralmente desconhece nossos endereços e telefones. Procurei responder a todos; caso alguém tenha ficado sem resposta, peço desculpas, mas o fato é que andei "perdendo" algumas coisas pelo caminho.

Minha mãe esteve novamente hospitalizada, mas parece que agora está novamente em franca recuperação e esperamos que não tenha nova recaída. Tanto é que no próximo final de semana estou aguardando o meu irmão que deverá trazê-los (meus pais) para ficarem comigo até janeiro. Novamente ficarei menos confortável, mas desta vez estarei em "minha" casa. E tenho condições de organizar a estada deles de modo a ficarmos todos bem, sem atropelos. Eu alugo um outro apartamento aquí no mesmo prédio, que me serve como estoque para a loja. E lá tenho um quarto montado, para onde me transfiro quando meus pais estão aquí. Assim, não perdemos o conforto.

Estes últimos meses têm sido um pouco difíceis para mim, com a doença da minha mãe, com o tempo perdido com aquele casal que estava preparando um golpe e, enquanto isso, tentava ganhar a minha amizade. Mas essa parte terminou, eu não tive grandes perdas e eles desapareceram. E como sou uma pessoa cheia de esperanças e mantenho minha fé inabalável nos poderes divinos, tenho certeza de que o pior já passou. Sei que, daquí para a frente, as coisas todas devem melhorar e terei novamente minha vida normal de volta.

Voltarei a postar com mais frequência e não deixarei de visitar sempre os blogs amigos, como fazia antes.

E antes que me esqueça, amanhã, dia 9 de dezembro, é uma data especial. Há sete meses estava criando o Janelas Abertas ainda sem saber muito bem o que fazer neste espaço. E tanta coisa aconteceu neste período, que só posso me sentir muito feliz pelo saldo positivo. "Conhecí" pessoas incríveis, tive algumas experiências maravilhosas e ganhei alguns novos amigos que sei que vieram para ficar. Então, ao invés de parabenizar-me pela data, estendo os cumprimentos a todos vocês, pois sem a ajuda, a força, o carinho que tenho recebido não teria conseguido ficar tantos meses no ar. E conto com todos para podermos seguir comemorando estas datas ainda por muito tempo.

Abraço a todos.



 Zeca07 - 19h37
[   ]





  "
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Livros, Cinema e vídeo, Pintura
Outro -
Histórico:
  01/04/2007 a 30/04/2007
  01/03/2007 a 31/03/2007
  01/02/2007 a 28/02/2007
  01/01/2007 a 31/01/2007
  01/12/2006 a 31/12/2006
  01/11/2006 a 30/11/2006
  01/10/2006 a 31/10/2006
  01/09/2006 a 30/09/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006
  01/07/2006 a 31/07/2006
  01/06/2006 a 30/06/2006
  01/05/2006 a 31/05/2006
  01/04/2006 a 30/04/2006
  01/03/2006 a 31/03/2006
  01/02/2006 a 28/02/2006
  01/01/2006 a 31/01/2006
  01/12/2005 a 31/12/2005
  01/11/2005 a 30/11/2005
  01/10/2005 a 31/10/2005
  01/09/2005 a 30/09/2005
  01/08/2005 a 31/08/2005
  01/05/2005 a 31/05/2005
  01/03/2005 a 31/03/2005
  01/02/2005 a 28/02/2005
  01/01/2005 a 31/01/2005
  01/12/2004 a 31/12/2004
  01/11/2004 a 30/11/2004
  01/10/2004 a 31/10/2004
  01/09/2004 a 30/09/2004
  01/08/2004 a 31/08/2004
  01/07/2004 a 31/07/2004
  01/06/2004 a 30/06/2004
  01/05/2004 a 31/05/2004


Blogs que leio:
  ÁGUIA SERENA
  ANA
  ANDRESA
  ALF
  BEAGAY
  BRUNA
  CECI
  CLARICE
  CLAUDINHA
  CIGANINHO
  CHERRY
  CRYSTAL
  DE (AGILIZA)
  DO
  DORA
  DRIKA
  ELAYNE
  ELZA
  GIULIA
  GRACE
  HEBE
  INDIANIRA
  JANE I
  JANE II
  JEANETE RUARO
  JÉSSICA
  JÉSSICA II
  JOTA EFFE ESSE
  JU = MEDO DE AVIÃO
  JU = NAVEGANDO
  JULIO CESAR
  KARINE
  KATHY
  KEILA, A LOBA
  KERY
  LANA
  LIANNARA
  LINO RESENDE
  LOBABH
  LOBA/PALIMPNÓIA
  LUCIA MI
  LUZES DA CIDADE
  MAGUI
  MANOEL DONINI
  MÁRCIA(CLARINHA)
  MÁRCIA DO VALLE
  MARCO
  MARILIA
  MARY
  MASCARADOS
  MENSAGENS ESPIRITUAIS
  MESTRA DOS SONHOS
  MEU CARO VINHO
  MC MIGUEL
  MILY
  NANI
  NEY ALEXANDRE
  NORMANDO
  O APANHADOR DE SONHOS
  PLUTO FILHO DA PLUTA
  RAFAEL
  RAINHA DE COPAS
  ROSA
  ROSEMARI (I)
  ROSEMARI (II)
  RUBO JÜNGER
  SANDRA / AMERS
  SANKA
  SARAMAR (I)
  SARAMAR (II)
  SARAMAR (III)
  SERGIO
  SETH
  SIDPIM
  SIMPATIAEESCULACHO
  SONIA
  TANER
  TOM
  VOANDO PELO CÉU DA BOCA


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com




O que é isto?